Mad Max não é o que você esperava: a revolta dos “ativistas pelos direitos dos homens” contra Furiosa, a protagonista

Mad Max não é o que você esperava: a revolta dos “ativistas pelos direitos dos homens” contra Furiosa, a protagonista.

Há alguns dias, com a estreia do filme Mad Max, percebi que alguns blogs traziam em seus textos chamadas sobre como alguns ativistas pelos direitos dos homens estavam frustrados com a nova obra no cinema e pedia para que aqueles que estavam cansados de feminismo, esquerdismo e até (e como poderia faltar) de comunismo deveriam boicotar o filme em prol dos bons e velhos filmes de ação.

Eu preciso admitir que não saberia dizer o que me chocou mais: a existência de ativistas pelos direitos dos homens, o pedido para boicote do filme ou o motivo para o apelo em questão. A causa de tanta fúria veio da decepção do filme não ser apenas uma história de músculos e testosterona como se esperava. Mas, logo de cara, já foi preciso encarar o fato de que a personagem principal (Charlize Theron) não só era uma mulher, como uma mulher forte, capaz de lutar e que dá ordens a Mad Max (tinha como ser melhor?)

“Charlize Theron aparece muito nos trailers, enquanto Tom Hardy tem apenas algumas aparições. Theron fala muito, enquanto eu acho que não ouvi uma frase de Hardy. Por fim, o personagem de Theron dá ordens para Mad Max. Ninguém berra ordens para Mad Max” escreveu, chatiadíssimo, um dos blogueiros revoltados com a situação no site de Aaron Clrey²

Bem, acho que nem é preciso dizer que, com um motivo desses, o pedido de boicote acabou causando efeito contrário. Graças a essas informações muitas pessoas que antes não haviam se interessado no assunto agora se propuseram a ver o filme de ação que não protagoniza homens agressivos e musculosos, mas que traz espaço para uma personagem principal forte, imponente e que não está ali apenas para enfeitar.

Como mulher e feminista, preciso admitir que é gratificante ver espaços como estes que, durante tanto tempo foi ocupados por homens regados a estereótipos machistas, agora estão abrindo caminho para outro tipo de protagonismo no qual mulheres corajosas e que nos inspiram tem encontrado mais voz e espaço para nos representar, e esse é só o começo! Bem, depois de toda essa história, estou contando os minutos para assistir ao novo filme de ação!

“E que venham mais Furiosas, Katniss, Ripleys, Tris, Sarah Connor, Lara Croft, Alice, Viúva Negra e muitas outras!”¹

Ficou interessada no assunto? Dá uma olhadinha nos links abaixo:

¹http://www.adorocinema.com/noticias/filmes/noticia-113367/

http://super.abril.com.br/blogs/cultura/como-a-mitologia-e-o-feminismo-fizeram-de-mad-max-estrada-da-furia-o-melhor-filme-de-acao-do-ano/

²http://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2015/05/15/ativistas-pelo-machismo-promovem-boicote-contra-mad-max-estrada-da-furia.htm

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: