PET Poeta

O PET também faz poesia. Porque Universidade é mais que razão, estudar é mais do que ler e aprender também pode ser sonhar.

O Silêncio chegou a minha casa

Observei-o de longe, escondido, espiando pela fresta da janela.

Ele foi entrando mesmo sem convite. Continuei escondido.

Queria aparecer. Queria conhece-lo, mas não tenho coragem.

Já faz muito tempo desde que o silêncio entrou na minha casa.

Ainda não o conheço. Continuo escondido.

Depois de tantos anos, conhece-lo se tornou apenas mais uma chateação.

Matheus Borém

A vida em nuances

Do prazer, constância.

Do anoitecer, final.

Da renúncia, anunciação.

Da criação, arte.

Da escolha, certeza.

Da incerteza, futuro.

Da vida, continuação.

Da continuação, poesia.

Da poesia, existência.

Do existir, vida.

Da vida, a prosa nossa de cada dia.

Do devir, medo.

Da carência, superação.

Da angustia, momento.

Da mudança, ânsia.

Do equilíbrio, desejo.

Da frustração, repúdio.

Da lucidez, loucura.

Do amor,

o amor, virá que eu vi.

Inayara Oliveira

 Ginástica

Estou cansado de malhar.

Quanto mais eu sofro,

Mais sofrimento me dão.

Pode até não parecer,

Mas meu músculo cardíaco

Não aguenta mais flexão.

Esquecer

Disseram-me

Que o segredo pra esquecer

É simplesmente não lembrar

Mas tudo que eu faço

É me lembrar de esquecer

Então, só penso.

Marcelo Caetano

O medo o consumiu.

O medo de estar errado. O medo de falar algo errado. O medo de estar errado. O medo de
estar no lugar errado. O medo de agradar a esquerda, não agradar a direita. De agradar a
direita, e não agradar a esquerda. O medo de não agradar a quem importa. O medo de não
agradar a quem não importa.

O medo o fez perder.

Perder a coragem de dizer o que pensa. De escrever suas poesias. De escrever suas proezas.
Perder a disposição de errar. E desta maneira recomeçar. De aprender, errar, e aprender.

Tornou-se um ser não ser.

Um ser vivendo apenas para ser.

Um não ser não vivendo, apenas sendo.

Um ser perdido na busca de si.

Um ser pensante com mais nada a dizer.

Porque falar envolve pensar. E pensar envolve escolher. E escolher envolve errar. E errar
envolve perder. E perder envolve dor. E a dor faz um buraco. Um vazio que se sabe que não
será preenchido.

É preciso saber errar.

Saber o momento de falar.

Saber o momento de decidir.

Saber ser feliz. E ser. Ser quem você verdadeiramente é. Parar de pensar, calcular, e apenas
ser. Ser a sua verdadeira forma. Ser e apenas ser.

Louize Helena

Amar. Ser? Viver…

Perguntam sobre o que é amar

Mas para quê saber?

Muita coisa precisamos conhecer

Menos a razão do ser.

Porque o ser é amar

O ser é amor

Seria dor?

Então para quê amar?

Se dor é amar,

Se amar é o ser

Logo não vale a pena viver?

Ora, é claro que não é dor

Porque se viver é mais do que sofrer,

Amar é mais do que ser.

Daniel Vasconcelos

Tabus
 
Não quero
Não posso
Não devo
Me atrevo
 
Hoje não
Porque não hoje
Hoje, por que não?
 
Não desejo
Não sonho
Não viajo
Só estremeço
 
Eu quero?
Eu posso?
Eu devo?
Me jogo
Levantar pra que?
Se nem cair, eu posso mais
Vinicius Januzzi
Anas, Marias Joanas…
 
Nada a saciava:
os amigos eram poucos, os amantes não a completavam, os cigarros acabavam e a felicidade ia embora junto com o ultimo gole de bebida. Buscava agradar todos. Não queria agradar ninguém. Tentava se desligar dos sentimentos, mas tinha em mente que se isso se concretizasse só restaria a morte. Apesar da morte ser a única coisa comum a todos, ela não a desejava. Não agora..
Laryssa Teles
Anúncios

2 comentários em “PET Poeta

Adicione o seu

  1. -verdades

    A relatividade do certo e do legal

    A relatividade do ético e do amoral

    São intangibilidades do mal

    A Transmutação da concretude

    Epifenômeno de modernidade

    Transcendente atitude

    A intocada propriedade

    O desfecho é inelutável

    O monopólio imanente

    Faz-nos afrobrasileiros

    Entre extremos indigente

    Travestir de estoicismo

    É sectarismo ideológico

    Falso gesto de heroísmo

    Traça as horas o relógio

    O poder não é doado

    O poder é conquista

    A discriminação é luta

    Vitória à prazo ou derrota á vista

    Somente a luta verdadeira

    Em sinergia afrobrasileira!

    Fará o racismo agonizar

    A falsa democracia recuar

    A democracia racial

    Democracia-estratificada

    Só o sofrimento colossal

    Trouxe a vitória honrada

    Esse manifesto procura

    Esse manifesto abjura

    inter-raciais democracias

    Em total descompostura

    Quem apregoa fatos

    Quem se confina às crenças

    Quais os fins correlatos

    Que curam essa doença

    Só o acesso à educação

    à saúde

    ao bem-estar

    ao econômico e

    à renda

    Vai mudar a política

    dar direitos civis e

    acesso ao poder.

    À falta de alternativas

    Traz a pobreza

    analfabetismo

    raquitismo

    conformismo

    a falsa humildade

    Queremos a estética da riqueza

    da prosperidade

    do lazer

    do luxo

    da afluência

    do poder

    Porque aos oprimidos

    é negado a estética.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: